4 Comentários

  1. marcio

    seu texto não está claro. poderia explicar melhor

    Responder
    • juliano

      Penso que toda crítca é bem vinda, uma vez que as mesmas nos fazem crescer, no entanto a sua observação em nada contribuiu…talvez seja necessário você esclacer a sua questão. Até porque quando você diz que meu texto não está claro, penso que alguma coisa você entedeu ou seja, que nada compreedeu. peço-lhe que esclareça a sua questão e assim eu poderei explicar melhor o ponto que não ficou claro. Muito obrigado.

      Responder
  2. edir

    bom texto, trata-se realmente de verdadeira “pro-vocare” e só faz sentido para verdadeiros filósofos, quem busca clareza e distinção deve ler Descartes. questiono: o q se entende por transvaloração? qual “de-cisão” pode tomar o filósofo a partir dela?
    avante espírito livre…

    Responder
  3. Adelson Clemente

    Olá caro Juliano, fico estupefato ao ver seu texto, quanta clareza, se é possível dizer quando se trata de Niet. Mas você faz um bom percurso, transita bem no pensamento, continue enveredando pelo desconhecido, leia, reflita, transvalorize se necessário, seja como a criança em Niet sempre aprendendo, constrói e destrói.
    Você criticou a sistematização do pensamento, mas seu texto está sistematicamente organizado. Mas isso não tira sua profundidade, acredito que não se deva dar respostas para as questões. Enfim, o pensamento nos leva a caminhar numa linha tênue, por isso se equilibre constantemente para que seus objetivos sejam alcaçados.
    Boa sorte!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *