:FILÓSOFOS

José Mário Santana Barbosa*  Resumo: Com esse presente estudo, pretende-se compreender melhor o processo dialógico existente na hermenêutica gadameriana, isto é, o constante diálogo existente entre tradição e razão, mais especificamente no processo de interpretação de textos. Para tanto, faz-se necessária a apresentação, durante a exposição desse problema, de uma visão geral de alguns outros …

Continue reading O PROCESSO DIALÓGICO NA HERMENÊUTICA DE GADAMER: UMA LIGAÇÃO ENTRE A TRADIÇÃO E A RAZÃO

José Mário Santana Barbosa*  Resumo: Com esse estudo buscar-se-á compreender melhor a importância da dialética na metafísica de Platão, uma vez que ela é considerada, nas entrelinhas de seu pensamento, a ponte capaz de realizar a passagem do mundo sensível para o mundo inteligível. Para isso, será utilizado, mais especificamente, o livro VII da obra …

Continue reading A DIALÉTICA PLATÔNICA COMO PONTE ENTRE O MUNDO SENSÍVEL E O MUNDO INTELIGÍVEL

José Mário Santana Barbosa* Resumo: Objetiva-se, por meio deste presente estudo, compreender melhor o conceito filosófico de tempo no pensamento aristotélico, no intuito de avaliar sua real existência ou não no universo. Para isso, será analisado principalmente o livro IV da obra “Física”, de Aristóteles, no qual o autor apresenta sua definição de tempo, “refinando” …

Continue reading A EXISTÊNCIA DO TEMPO, NA FÍSICA DE ARISTÓTELES

José Mário Santana Barbosa*   Resumo: Objetiva-se, por meio deste presente estudo, compreender melhor o pensamento de Gregório de Nissa a respeito do problema do mal. Dessa maneira, analisar-se-á a conjuntura histórico-filosófica em que o autor está inserido, isto é, a filosofia praticada pelos “padres capadócios”, quais sejam, Gregório Nazianzeno, Basílio e Gregório de Nissa, …

Continue reading O PROBLEMA DO MAL, EM GREGÓRIO DE NISSA

José Mário Santana Barbosa*  Resumo: Esse estudo tem como objetivo analisar a origem e o desenvolvimento da linguagem, característica essencial e diferencial do homem, como mecanismo de transmitir sua cultura, conhecer a si mesmo e viver em sociedade. Tentará se chegar ao mais próximo da origem da linguagem, à forma mais primitiva dela, buscando-se, assim, …

Continue reading ORIGEM E DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM NO CRÁTILO, DE PLATÃO

Eudvanio Dias Soares* Resumo: O presente trabalho objetiva apresentar um estudo sobre o tempo, fundamentado na Física de Aristóteles e especialmente na obra Os sentidos do tempo em Aristóteles de Fernando Rey Puente. Objetiva ainda expor algumas considerações sobre a bifacialidade do tempo e, com isso, suas instâncias temporais: passado, presente e futuro, levando em …

Continue reading PASSADO, PRESENTE E FUTURO EM ARISTÓTELES

Eudvanio Dias Soares* Resumo: Epicuro, fundador da escola helenística do epicurismo, é conhecido por sua doutrina de vida orientada para o prazer. O prazer é a palavra que marca o pensamento epicurista. Na construção de sua filosofia, Epicuro deixa evidente qual sua compreensão de homem, e com isso é possível dizer de uma antropologia epicurista. …

Continue reading O HOMEM EPICUREU

Eudvanio Dias Soares* Resumo: Michel de Montaigne, no ensaio I, 20 De como filosofar é aprender a morrer, faz uma análise da morte e do morrer, procurando respaldar-se nos argumentos de escolas helenísticas de forma livre e pretensiosa, uma marca do seu modo de escrever. O presente artigo visa mostrar uma análise acerca de como …

Continue reading A MORTE E O MORRER EM MONTAIGNE: um diálogo com o estoicismo e o epicurismo