novembro 2012

You are browsing the site archives for novembro 2012.

Fabiano Alves de Assis Adorno, dentro do espírito da Escola de Frankfurt, faz uma crítica à indústria cultural de sua época alegando que ela leva a uma mercantilização e empobrecimento da cultura. Parece ter havido uma capitalização da cultura. O homem, cansado do trabalho, já não sabe dispor de seu tempo livre recorrendo à indústria …

Continue reading Indústria cultural: mercantilização e empobrecimento do ser humano

Daniel Fernandes Moreira Bem-aventurado silêncio. Feliz o homem que nada sabe e nada quer. (Angelus Silesius) 1 Introdução Muitos foram as preocupações que surgiram durante a história da filosofia às quais os filósofos dedicaram o árduo trabalho buscando encontrar razões ou soluções para os problemas delas sugeridos. Basta relembrarmos dos primeiros filósofos gregos, como, por …

Continue reading “Sobre aquilo de que não se pode falar, deve-se calar”: uma leitura sobre a mística no Tractatus Logico-Philosophicus de Wittgenstein

Lucas Henrique P. Santos “A solução do problema da vida é vista no desaparecimento do problema.” (Wittgenstein) O tema da linguagem se mostrou muito presente nos pensamentos dos grandes filósofos do mundo ocidental. Deve-se essa importância pelo fato de a própria filosofia se servir quase que exclusivamente desse artifício: a linguagem. Nessa perspectiva iremos analisar …

Continue reading Linguagem: uma possibilidade de interpretação do mundo

Daniel Junior dos Santos A pretensão pela verdade foi e será sempre um desejo de todo o ser humano. Impelido por esta necessidade não só de conhecimento, mas de apreensão da verdade, o período que conhecemos como modernidade é marcado pela ruptura da tradição e pela ascensão da razão, exacerbando-se o subjetivismo e solipsismo do …

Continue reading Hermenêutica gadameriana: construção e desconstrução gnosiológica

Fabiano Milione Honório Claude Lévi-Strauss[1] foi um grande nome do século XX e grande parte de sua fama se deve aos seus estudos e suas contribuições na filosofia, principalmente na área da antropologia. Suas pesquisas são de grande importância para a sociedade atual e ajudam a entender o homem com suas relações e seus costumes. …

Continue reading Filosofia estrutural em Lévi-Strauss

Alex Cristiano dos Santos Em sua obra “Indústria cultural e sociedade”, Adorno concebe tempo livre como possibilidade produtiva, criativa, de desenvolvimento, de verdadeira liberdade. Entretanto, percebe o nosso filósofo que, com o desenvolvimento do sistema capitalista, o tempo livre passou a se subjugar ao trabalho, alienando o indivíduo do direito a este, prendendo-o aos interesses …

Continue reading Tempo livre: a alienação do indivíduo pelo sistema e a possibilidade de emancipação

Pedro Henrique Guimarães de Moura O homem, tal como concebe o existencialista, se não é definível, é porque primeiramente não é nada. Só depois será alguma coisa e tal como a si próprio se fizer. (Jean-Paul Sartre) 1 Sartre e sua filosofia Desde os primórdios da idade da razão, os questionamentos sobre o ser e …

Continue reading O existencialismo sartriano: uma filosofia otimista da possibilidade e da potencialidade humana

Harley Carlos de Carvalho Lima Introdução É pertinente em nossos estudos tentarmos compreender se há uma possibilidade de um pensamento metafísico na modernidade. Discutiremos a filosofia de dois grandes nomes deste período: René Descartes e David Hume. A proposta é abordar, nesta discussão, a possibilidade de se ter uma metafisica no pensamento filosófico da modernidade, …

Continue reading A possibilidade metafísica na filosofia de Descartes e Hume

Rosemar Marcos Aos nos reportarmos às palavras de Nicola Abbagnano sobre a Metafísica como “Ciência primeira, por ter como objeto o objeto de todas as outras ciências, e como princípio um princípio que condiciona a validade de todos os outros” (ABBAGNANO, 2007, p.660), não seremos surpreendidos com a consideração de sua fundamental importância para o …

Continue reading Metafísica: possibilidade ou impossibilidade?

Rafael Guimarães de Oliveira Tendo como objetivo principal da obra Ser e Tempo a busca por outro sentido do ser que fuja de todas as perspectivas apontadas até então pela história da metafísica, Heidegger (1889-1979), filosofo alemão e expoente do existencialismo, propõe uma análise da existência do ente, donde ele possa extrair o adequado sentido …

Continue reading O sentido da morte na analítica existencial do Dasein de Heidegger

Harley Carlos de Carvalho Lima O homem é corda estendida entre o animal e o super-homem: uma corda sobre um abismo; perigosa travessia, perigoso caminhar; perigoso olhar para trás… (Nietzsche). Introdução Dentro da filosofia de Friedrich Nietzsche, é pertinente observarmos sua visão acerca do homem.  Em sua obra Assim falou Zaratustra, o profeta fictício criado …

Continue reading Além-do-homem: uma possível leitura antropológica a partir do Zaratustra nietzschiano