2 Comentários

  1. val

    ótimo texto.

    Responder
  2. Ivani Medina

    Para mim, Feuerbach matou a pau. A pura e simples negação do deus de Israel liquida a questão. Deus nada mais é senão a afirmação da Bíblia como o norte do comportamento humano dentro dessa crença. A luta surda e cruel travada nos primórdios do cristianismo se deu entre grupos que defendiam o autoconhecimento e outros que defendiam a massificação. Os últimos levaram a melhor por motivos ainda na penumbra criada pela história oficial. Aproveito aqui para pedir licença para uma divulgação procedente:
    A religião percebida como um instrumento político é bem diferente de quando é percebida como um instrumento de aperfeiçoamento moral. A tendência é que ela seja apreciada preferencialmente pela segunda possibilidade. No entanto, é sob o ponto de vista secular que faço essa reflexão a respeito da origem do cristianismo. Conheça um pouco mais a respeito da maior farsa histórica de todos os tempos. Visite a página do livro A Origem do Cristianismo em Reflexão no Facebook:
    https://www.facebook.com/aorigemdocristianismoemreflexao?ref_type=bookmark
    E adquira o seu exemplar em:
    http://www.editoramultifoco.com.br/literatura-loja-detalhe.php?idLivro=1702&idProduto=1734
    http://www.editoramultifoco.com.br/loja/

    Abraços a todos.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>