3 Comentários

  1. anibal werneck de freitas

    A alma é uma energia provinda de uma fonte a qual chamamos Deus. Todavia, sem o corpo ela não funciona, embora exista independente do corpo. Do mesmo modo o corpo, mas ambos [alma e corpo] precisam um do outro para existirem. Todo ser vivo tem alma, ou seja, uma energia para se manifestar. O problema está no fato de que existem almas mais evoluídas e outras menos, dependendo do corpo em que elas se encontram. O cachorro, por exemplo, tem uma alma sensitiva, ele não tem a consciência de que é um cachorro, mas sente o mundo tanto na parte física, quanto na anímica. Deste modo, chegamos à conclusão de que não existe um mundo povoado só de espíritos, é inconcebível tal ideia, é contra a própria natureza. Se existisse este mundo, por que Deus criaria a natureza?. Seríamos todos espíritos e estaríamos livres das doenças, da morte, enfim, de tudo aquilo que nos traz sofrimento. Por outro lado, que sentido teria um mundo totalmente invisível. Portanto, a alma existe e necessita de um cérebro para criar uma língua que dê condições de formular pensamentos e olhos, também, para não tropeçarmos na primeira pedra que aparecer na nossa frente. Concluindo, o mundo com todas as suas perfeições e imperfeições é a maior e a única obra fantástica oriunda de Deus.

    Responder
  2. Cezar Prado

    Que inovação Descartes trouxe no conceito de alma? Ou seja, o que era alma antes de Descartes (o que foi o ‘velho conceito de alma’ e o novo), que novidade que ele traz?

    Responder
  3. Mauricio Paroni

    Texto muito útil para a reflexão que gostaria de inserir em roteiros que escrevo. Certamente o mencionarei. Muito obrigado.
    Mauricio

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *