Fabiano Milione Honório Claude Lévi-Strauss[1] foi um grande nome do século XX e grande parte de sua fama se deve aos seus estudos e suas contribuições na filosofia, principalmente na área da antropologia. Suas pesquisas são de grande importância para a sociedade atual e ajudam a entender o homem com suas relações e seus costumes. …

Continue reading Filosofia estrutural em Lévi-Strauss

Alex Cristiano dos Santos Em sua obra “Indústria cultural e sociedade”, Adorno concebe tempo livre como possibilidade produtiva, criativa, de desenvolvimento, de verdadeira liberdade. Entretanto, percebe o nosso filósofo que, com o desenvolvimento do sistema capitalista, o tempo livre passou a se subjugar ao trabalho, alienando o indivíduo do direito a este, prendendo-o aos interesses …

Continue reading Tempo livre: a alienação do indivíduo pelo sistema e a possibilidade de emancipação

Pedro Henrique Guimarães de Moura O homem, tal como concebe o existencialista, se não é definível, é porque primeiramente não é nada. Só depois será alguma coisa e tal como a si próprio se fizer. (Jean-Paul Sartre) 1 Sartre e sua filosofia Desde os primórdios da idade da razão, os questionamentos sobre o ser e …

Continue reading O existencialismo sartriano: uma filosofia otimista da possibilidade e da potencialidade humana

Harley Carlos de Carvalho Lima Introdução É pertinente em nossos estudos tentarmos compreender se há uma possibilidade de um pensamento metafísico na modernidade. Discutiremos a filosofia de dois grandes nomes deste período: René Descartes e David Hume. A proposta é abordar, nesta discussão, a possibilidade de se ter uma metafisica no pensamento filosófico da modernidade, …

Continue reading A possibilidade metafísica na filosofia de Descartes e Hume

Rosemar Marcos Aos nos reportarmos às palavras de Nicola Abbagnano sobre a Metafísica como “Ciência primeira, por ter como objeto o objeto de todas as outras ciências, e como princípio um princípio que condiciona a validade de todos os outros” (ABBAGNANO, 2007, p.660), não seremos surpreendidos com a consideração de sua fundamental importância para o …

Continue reading Metafísica: possibilidade ou impossibilidade?

Rafael Guimarães de Oliveira Tendo como objetivo principal da obra Ser e Tempo a busca por outro sentido do ser que fuja de todas as perspectivas apontadas até então pela história da metafísica, Heidegger (1889-1979), filosofo alemão e expoente do existencialismo, propõe uma análise da existência do ente, donde ele possa extrair o adequado sentido …

Continue reading O sentido da morte na analítica existencial do Dasein de Heidegger

Harley Carlos de Carvalho Lima O homem é corda estendida entre o animal e o super-homem: uma corda sobre um abismo; perigosa travessia, perigoso caminhar; perigoso olhar para trás… (Nietzsche). Introdução Dentro da filosofia de Friedrich Nietzsche, é pertinente observarmos sua visão acerca do homem.  Em sua obra Assim falou Zaratustra, o profeta fictício criado …

Continue reading Além-do-homem: uma possível leitura antropológica a partir do Zaratustra nietzschiano

Victor Hugo Silva  O pensamento de Karl Marx (1818-1883) tornou-se na contemporaneidade umas das correntes mais discutidas, não somente pelo seu teor filosófico, mas também econômico, político e social.  Sua teoria surgiu no século XIX, oriundo de um contexto histórico marcado pela expansão do capitalismo e por uma expressiva exploração do homem em favor do …

Continue reading O esvaziamento do homem

Rosemberg do Carmo Nascimento A problemática que se pretende abordar neste artigo adentrando-se ao pensamento Hegeliano, tem como objetivo analisar de maneira concisa, a partir da Enciclopédia das Ciências Filosóficas, a relação do homem com o espírito absoluto. Como sabemos, Hegel (1770-1831), é considerado o maior expoente do idealismo alemão que teve início em Fichte …

Continue reading O homem ante as manifestações do espírito absoluto na perspectiva hegeliana

Daniel Junio Gonçalves da Silva Georg Wilhelm Friedrich Hegel (Alemanha, 1770-1831) é considerado o último dos filósofos modernos e que escreve de modo sistemático. Seu pensamento influenciou muitos filósofos posteriores que se dividiram a seu favor e contra; em direita e esquerda hegeliana. O presente artigo tem como base a obra “Fenomenologia do Espírito”, mais …

Continue reading A consciência-de-si enquanto caminho de reconhecimento do Outro

Bruno Aparecido Nepomuceno  “A cartilha em que o Brasil aprendeu a ler foi o teatro” (Edwaldo Cafezeiro) Talvez o leitor, ao se deparar com o nosso título, possa se perguntar por que justamente falar sobre teatro em um texto de filosofia? E ainda mais poderia conjecturar: já é tão difícil falar de filosofia em termos …

Continue reading Autos de além-mar: o papel do teatro na formação intelectual do povo nativo do Brasil Colônia