Geraldo Felício da Trindade   Jean-Paul Sartre é um dos filósofos mais importantes da corrente existencialista. Pode-se ver em seu pensamento a angústia do homem moderno, em especial, daquele homem pós-guerra. Ele se atreveu a pensar essa realidade existencial que corresponde à visão de um homem sem fé, sem família, sem amigos e sem finalidade …

Continue reading A autogênese do homem pela liberdade: um passeio em Sartre

Reginaldo Coelho da Costa Ainda que diferança [différance*] não seja nem uma palavra nem um conceito, tentemos uma análise semântica aproximativa que nos conduzirá ao acesso daquilo que está em jogo. Segundo Derrida, sabe-se que o verbo diferir tem dois sentidos que parecem bem distintos: no latim (differre) e no grego (diapherein). A distribuição do …

Continue reading A significação a partir da diferança em Derrida

Wilhiam Luiz de Lima   Emmanuel Levinas nasceu em 1906, na República Lituânia, de família judaica. Mudou-se jovem para Estrasburgo, onde estudou filosofia e teve contato com importantes personalidades filosóficas. Seu itinerário acadêmico passou por contato com estudos de Husserl e Heidegger. Sua filosofia é fruto de tensão de vida, sofrimento pessoal e de um …

Continue reading O rosto revela um significado ético: Levinas

Jorge Luiz Barbosa   A civilização ocidental teve uma tendência muito freqüente de reduzir tudo o que era estranho, enigmático, obscuro às condições de inteligibilidade do intelecto. Nesse sentido, tudo será submetido à pretensa investigação do intelecto humano. Qualquer evento imprevisível do futuro ou outra coisa que não pode ser ordenada e compreendida ou manipulada …

Continue reading O princípio de responsabilidade na relação face-a-face em Levinas

Marcelo Geraldo de Oliveira   O filósofo inglês George Berkeley [1] é um representante da corrente “empirista” insatisfeito com o rumo que a filosofia moderna tomou quando se baseou somente na visão materialista. Segundo ele as discussões filosóficas e científicas de sua época estavam conduzindo a sociedade ao materialismo. Desta feita, em uma de suas …

Continue reading Berkeley e a crítica ao materialismo

Marney Barcelos Araújo   Nascido em Londres no ano de 1561, Francis Bacon foi introduzido na corte da Inglaterra em 1584, onde trabalhou até 1603, quando foi nomeado lorde-chanceler até 1618. Sua obra mais famosa foi escrita em 1620 e se chamava “Novum Organum”, que é a segunda parte de outra obra, a “Instauratio Magna”, …

Continue reading Francis Bacon e seu projeto cultural

Marcos Vinícius Ramos Reis   Certa vez, perguntado se acreditava em Deus, Albert Einstein respondeu: “Acredito no Deus de Espinosa”. Algumas divergências de opiniões Filosóficas e religiosas provocaram a excomunhão de Espinosa (1632-77) pela comunidade judaica de Amsterdã em julho de 1656. Tais opiniões se fundamentavam em sua concepção de “Deus e sua imanência no …

Continue reading A cabala de Espinosa: a influência mística em sua filosofia

José Henrique Coelho   Em sua obra Ser e Tempo Heidegger tem como principal objetivo fazer uma apresentação sobre a questão do ser, investigando seu sentido, procurando através da ontologia diferenciar ser e ente, e demonstrar o tempo como horizonte de compreensão do ser. Nesse sentido, o presente artigo propõe discutir a respeito do ser …

Continue reading A questão do ser segundo Heidegger

Juliano Aparecido Pinto É possível filosofar sem a desconstrução do óbvio? René Descartes (1596-1650) é o filósofo que inaugura o pensamento moderno. Inicialmente seu objetivo é encontrar um fundamento para o saber e para a realidade, pois percebe que as antigas concepções estão se desmoronando por causa dos avanços no campo da ciência e do …

Continue reading A dúvida cartesiana como possibilidade para o filosofar

Evaldo Rosa de Oliveira   Recentemente completaram-se 409 anos de condenação e execução de Giordano Bruno (1548 – 1600). Um homem de temperamento inquieto e ao mesmo tempo consciente da consequência que suas ideias causavam em sua época. Teve vários conflitos com instituições e doutrinas oficialmente estabelecidas por não concordar com as verdades “imutáveis”, não …

Continue reading Giordano Bruno e o universo infinito

Philipe Fernandes Nogueira   Ao se pensar filosofia contemporânea, alguns autores ficam evidenciados por causa da grandeza de seus pensamentos. Dentre estes, destaca-se Friedrich Wilhelm Nietzsche, um dos mais importantes e conhecidos expoentes da reflexão filosófica contemporânea. Este pensador, geralmente, é conhecido pelo senso comum por tratar em suas obras de temas intrigantes e polêmicos …

Continue reading O niilismo como “estado psicológico” no pensamento nietzschiano