4 Comentários

  1. Tarcisio Moreira

    “A criação do Além-do-homem é para Nietzsche uma tentativa, uma necessidade de mostrar que o espírito carece de uma metamorfose, carece de uma saída do aprisionamento da moral, da teologia. Uma necessidade de o homem atravessar a perigosa travessia, o perigoso caminhar na corda estendida na possibilidade de sua existência.”
    Belíssima conclusão! Não poderia ser diferente, pois Nietzsche ao metamorfosear-se se projetando neste além do homem ele quebra o casulo moralista do ser na busca de uma existência potencialmente mais plena! Existire= passar a ser= um caminhar eterno da criação! O ato de existir já nos coloca neste caminho… a moral, a ética, podem ser setas no caminho, mas não o caminho!

    Responder
  2. Fabiano

    Caro harley, lendo seu artigo me surgiu alguns questionamentos:
    Este super-homem de Nietzsche se refere a um homem diferente, especial, superior aos demais, semlehante a um heói das histórias em quadrinhos ou se refere à uma nova humanidade?
    Nietzsche filosofa basicamente a cerca dos valores, qual é o anseio presente no pensamento do filósofo em relação aos valores?
    parabéns pelo artigo! Muito bem redigido!

    Responder
  3. Adeilson Silva

    ESSE “ALÉM-DO-HOMEM” CRIADO POR NIETZSCHE, NADA MAIS É DO QUE A SUPERAÇÃO DESSE HOMEM PRESO AOS GRILHÕES DA MORAL CRISTÃ, AQUELE QUE ESTÁ ALÉM DO BEM E DO MAL!!

    Responder
  4. José márcio

    Na verdade, o “Além-homem”, na minha simples reflexão que ja fiz ao ler Nietzsche, é uma tentativa de repensar e reorganizar o que restou do ser humano ante o maior de todos os acontecimentos recentes, isto é, a ascenção do niilismo. Como pensar a vida ante o vazio existencial sem deixar com que todos as suas consequencias nao executem os possiveis horizontes de sentidos humanos. Assim penso.O que acham?

    Responder

Deixe uma resposta para José márcio Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *