2 Comentários

  1. Thiago Gandra do Vale

    Parabéns pelo texto, e pelo posicionamento. Gostei muito da escrita e do desenvolvvimento do texto. Porém, quando você trata da expressão corporal realacionada a quem está na atitude de escutar, descordo de você, pois não podemos relativizar em dizer que quem está em postura considerada imprópria não está escutando. E nem que quem está em postura adequada está na escuta, pois considero isso muito subjetivo e interno a cada ser humano, do qual não podemos saber, mas apenas deduzir, e deduções não nos trazem certeza de nada!! Thiago Gandra.

    Responder
  2. fauzi amim

    O último parágrafo sintetiza tudo, de forma brilhante, e esclarece as discordâncias . O texto é oportuno, para que os políticos pensem em formas de incentivar o aprendizado de posturas, para melhorar o inter-relacionamento nas escolas, com reflexo evolutivo no profissional e social. Parabéns, ao Engenheiro aposentado Fábio, agora um promissor estudante de área de Ciências Humanas.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *